Como planejar sua viagem para a Nova Zelândia

Como planejar sua viagem para a Nova Zelândia

A Nova Zelândia no mapa parece um pedaço pequeno perto da Austrália, o que traz uma sensação falsa de que será uma viagem rápida. Bem, será rápida apenas se você quiser passar poucos dias, pois a Nova Zelândia é lar de muitas atrações.

Tais atrações são variadas, pois essa é uma terra de belezas naturais contrastantes e exóticas. Até dizem que a primavera na Nova Zelândia pode compartilhar um dia com o inverno.

E como você pode aproveitar essas experiências únicas? Prosseguindo com a leitura e vendo como se preparar pro voo para a Nova Zelândia!

  1. Nova Zelândia, o novo destino: dois países em um

A Nova Zelândia no mapa é dividida em duas ilhas, a Sul e a Norte, e suas línguas oficiais são a maori, inglesa e a de sinais.

Apesar de ser pequena, ela possui atrações turísticas contrastantes: praias quentes na Ilha Norte, com vulcões e lagos multicoloridos, e picos nevados e fiordes na Ilha Sul. Sua variedade é seu forte, mas não é a única coisa que oferece.

  • Requintado: a cultura da Nova Zelândia é rica em vinhos da Waiheke Island;
  • Pop: é lar do Weta Cave, museu gratuito com um pouco dos bastidores de Senhor dos Anéis. Inclusive, há lá o cenário da vila Hobbit, o Hobbiton;
  • Cultura: a ilha Rotoroa é lar do Rotoroa Musem, um patrimônio histórico do povo nativo Te Arawa, e de construções antigas;
  • Glaciais: pelo clima da Nova Zelândia, é possível conhecer geleiras naturais e o Franz Josef é o maior glacial da região.
  1. Preparando-se para o voo para Nova Zelândia

A passagem para Nova Zelândia pode ser bem cara, ficando entre R$ 5.000 e R$ 10.000. No entanto, há um truque: se você buscar viagens entre datas e horários menos procurados, o valor diminui bastante.

Assim, a passagem para Nova Zelândia pode baixar até uns R$ 2.500. Claro que o valor vai variar conforme a cotação do dólar na época.

Quanto ao destino, a melhor opção é fazer conexão direta por Buenos Aires, pois dura cerca de 13 horas. No entanto, ir do Chile para o país é também uma ótima alternativa.

Além disso, ao comprar a passagem para Nova Zelândia, tenha em mente pelo menos 15 dias de estadia. Esse é o menor tempo para aproveitar bem Ilha Norte e Sul.

  1. Documentação

Brasileiros não precisam apresentar visto, pois o Brasil é um dos países do acordo de isenção de visto, que permite até 3 meses de estadia. No entanto, você precisa solicitar uma autorização eletrônica de viagem, o ETA.

Além disso, pode vir a pagar a taxa International Visitor Conservation and Tourism Levy (IVL).

  1. Temporadas

O clima da Nova Zelândia é temperado em quase toda sua extensão, por grande parte do ano. O clima subtropical alcança apenas áreas ao norte da Ilha Norte.

Com isso em mente, veja quando ir para Nova Zelândia.

  • Alta temporada: de dezembro a fevereiro, conta com 21º a 32º C, tendo poucas chuvas. É a época perfeita para praias, lagos e areia, principalmente em janeiro;
  • Média temporada: de junho a agosto, conta com 1,5º a 15,5º C, com maior número de chuvas. É a época da Nova Zelândia no inverno, ótima para as estações de esqui;
  • Baixa temporada: de setembro a novembro, é a primavera na Nova Zelândia. É a época de dias frios e quentes, além de ser o tempo para as cerejeiras e tulipas. Por fim, é o tempo com melhores ofertas de hotéis;
  1. Planejando a viagem para Nova Zelândia

Apesar da Nova Zelândia no mapa parecer pequena, ela pode ser bem difícil de viajar sem planejamento:

  • Seus pontos turísticos não são facilmente acessados por transporte público;
  • As distâncias entre as principais cidades não são tão curtas.

No entanto, isso são problemas bem simples de serem contornados.

  1. Transporte no país

Dentro do país, a melhor opção para o turista é contar com um carro alugado, pois permite maior liberdade entre pontos turísticos. No entanto, alugue um carro em cada ilha, de forma a evitar o “one way rental”.

Caso não queira alugar um carro, você pode:

  • Visitar apenas as grandes cidades, por meio de voos internos ou ônibus, como da Naked Bus;
  • Reservar tours em agências para alcançar as cidades mais isoladas;
  • Viajar pelo país todo em ônibus turísticos, no estilo hop-on hop off, que sempre param perto das atrações;
  • Usar de carona ou de Uber.

Já o transporte entre ilhas é feito apenas por voos domésticos, como da Air New Zealand e a Jet Star, ou Ferry, da Interislander.

  1. Hospedagem no país

Dentro de Auckland se encontram as opções mais baratas, como o YHA Auckland City (pode ser até 19 dólares). Já as opções mais luxuosas são o Grande Millenium Auckland (entre 50-70 dólares) e Luxury Eco B & B (acima de 70) em Hokianga.

Claro que você pode contar também com o Couchsurfing, se hospedando na casa de moradores (os anfitriões).

  1. Atrações turísticas

Seja Nova Zelândia no inverno ou no verão, ela é recheada de atrações. Confira algumas:

  • Fiordes;
  • Estreito de Milford, onde foram rodadas cenas do Senhor dos Anéis e Hobbit.
  • Lago Wakatipu (Queenstown);
  • Parque nacional de Tongariro, com trekking e vista sensacional;
  • Lagos Rotoiti e Angelus no Nelson Lakes National Park;
  • A aurora boreal de Stuart Island;
  • Whakawerawera é perfeito para entender as tradições maori;
  • Queenstown possui o cenário perfeito para esportes radicais, assim como o Lago Wanaka. Lá em Queenstown também há a ótima gastronomia típica do Flame Bar and Grill.
  1. Como fica o orçamento?

Apesar de barato em intercâmbio, os gastos no país podem ser caros. Por isso, o orçamento fica entre R$ 200-400 por dia, ao menos. Claro que pode variar conforme o roteiro adotado e a variação do dólar neozelandês.

De qualquer forma, você não deve desperdiçar a chance de conhecer dois países em um ao visitar a Nova Zelândia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. mais informações

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar este site sem alterar as configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Fechar